Bem-vindo: Qua Jul 23, 2014 12:35 pm


Criar um novo tópicoResponder Página 1 de 1   [ 4 mensagens ]
Autor Mensagem
MensagemEnviado: Seg Fev 18, 2008 2:09 pm 

Registrado em: Ter Jun 19, 2007 3:41 pm
Mensagens: 12151
"Apesar de o câncer mais freqüente no Brasil ser o da pele, o país não utiliza em estratégias de saúde pública o índice ultravioleta (IUV), desenvolvido e validado há mais de dez anos pela Organização Mundial da Saúde em parceria com outras agências como uma estratégia de prevenção à doença.

O índice calcula, em uma escala de 0 a 14, a quantidade de radiação solar que chega à Terra e indica o quanto é necessário se proteger do sol em atividades ao ar livre e que tipo de proteção deve ser adotada.

Pequenas quantidades de radiação UV são benéficas e essenciais na síntese da vitamina D, mas o perigo é o excesso, que pode levar ao câncer da pele.

Quanto maior o índice, maior a necessidade de sair do sol e se proteger com bastante filtro solar, óculos com proteção especial contra os raios ultravioleta, chapéus, camisetas e guarda-sóis bem escuros --os brancos pouco protegem.

Em um dia em que o índice for três, por exemplo, quem precisar sair por volta das 12h, mesmo que por apenas dez minutos, deve passar protetor solar e usar chapéu e guarda-chuva ao caminhar, recomendam os dermatologistas. Se o índice passar de sete, o ideal é evitar a exposição ao sol.

"Lamento que a informação não chegue de maneira mais agressiva à população. Tentamos inserir em políticas públicas, mas são feitas apenas campanhas temporárias. Não entendo por que prefeituras, hospitais não utilizam. Talvez porque trabalhem mais com o fato consumado que com prevenção", diz Luiz Francisco Maia, coordenador do Laboratório de Estudos em Poluição do Ar (Lepa), da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que divulga o índice na internet em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Regina Maura de Miranda, pesquisadora do Cptec, outro órgão que mede raios ultravioleta e os coloca na internet, também faz críticas. "As informações estão lá, mas ainda é preciso mais divulgação."

"É preciso que a população seja informada dos riscos. Estão cada vez maiores", alerta o ambientalista Fábio Feldman, que em 93, como deputado federal, apresentou projeto para obrigar a divulgação do índice --a proposta foi arquivada.

Desde 1987, países como a Nova Zelândia fazem campanhas utilizando o índice. No continente americano, o Canadá foi um dos primeiros, seguindo recomendação feita durante a Eco-92.

O Brasil tem registrado 160 mil novos casos de câncer da pele por ano, e mil mortes anuais. O Inca (Instituto Nacional de Câncer), responsável pelas políticas de prevenção ao câncer no país, diz que há ações mais importantes do que o uso do IUV. "É mais importante ensinar à população como evitar os perigos do sol de maneira geral que divulgar o índice de radiação", diz Carlos Eduardo Alves dos Santos, chefe da seção de dermatologia do Inca. "No dia-a-dia, é mais útil mostrar as formas corretas de prevenção."

O ideal, afirma Santos, é que, independentemente do índice, a população lembre sempre de sair de casa protegida. "Mesmo antes das 10h ou após as 16h, quando a radiação ultravioleta está mais fraca, é necessário se proteger."

Josilene Ferrer, coordenadora do Grupo Técnico de Questões Globais da Assessoria de Planejamento Estratégica da Cetesb (agência ambiental do Estado de São Paulo), diz que o órgão conta principalmente com os meios de comunicação para divulgar o índice no Estado. "Campanhas não estão previstas, mas o secretário novo [do Meio Ambiente, Francisco Graziano] está chegando, vamos ver."

Regiões do país

Estudo da UFRJ indica que as regiões Norte e Nordeste são as que apresentam radiação ultravioleta mais elevada no verão e ainda preocupante no inverno. Nas outras regiões do país, foram registrados níveis seguros no inverno.
Outro levantamento feito apenas na região Sul mostrou que Porto Alegre, por exemplo, chega a registrar, no verão, índice acima de 11, um nível extremo."

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/coti ... 1583.shtml


-------------------------------------------------------------------------------------

É realmente lamentável que exista esse culto à pele bronzeada. As pessoas não sabem que ao invés de estarem tornando a pele saudável, estão na verdade destruindo aos poucos.
Nós não somos jacarés para ficar quarando no sol. Nossa pele não foi feita para isso.
Vejo caso de crianças sendo expostas por horas prolongadas à um indice UV 11 (considerado extremo).

Agora imagina com os carecas! Os riscos de câncer de pele devem aumentar muito. É por isso que digo que calvicie não é só um problema estético. No futuro provavelmente vamos ter cada vez menos proteção da camada de ozônio e os carecas podem ser vulneraveis a essas mudanças ambientais. O topo da cabeça exposta recebe muito mais raios do que o nariz (que já é uma área muito exposta).

Eu evito sol a todo custo. Sou muito branco e fico vermelho rápido. Tento ficar na sombra, usar muitas roupas, passar filtor solar. E olhe que não acredito muito que filtro solar vai evitar 100% a radiação, por isso prefiro mesmo evitar o sol.
As pessoas podem achar que sou louco ou vampiro ou o que seja, mas prefiro parecer louco do que ficar com a pele envelhecida ou desenvolver câncer na pele.

Postei esse artigo para que possamos refletir sobre como a calvície pode influenciar em fatores como câncer de pele devido à exposição solar, e como a sociedade está com uma visão deturpada sobre os riscos do sol.

Achei principalmente interessante esse trecho: "Em um dia em que o índice for três, por exemplo, quem precisar sair por volta das 12h, mesmo que por apenas dez minutos, deve passar protetor solar e usar chapéu e guarda-chuva ao caminhar, recomendam os dermatologistas. Se o índice passar de sete, o ideal é evitar a exposição ao sol.". Aqui em Salvador todos os dias o indice UV chega facilmente a 11 (extremo) ainda de manhã por volta das 8 horas, e as pessoas ainda assim ficam praticamente nuas no sol de meio dia na praia (onde as areias ajudam ainda a refletir o calor).

Realmente não da pra entender. As pessoas fazem exercícios na maioria das vezes para ficarem bonitas e não pela saúde em si, muitas acabam usando anabolizantes ficando ainda mais feias. As pessoas se expõem ao sol não pela vitamina D e pela saude, mas para ficarem tostadas iguais a frangos assados E AINDA ACHAM ISSO BONITO.
A sociedade faz culto à pele morena e bronzeada em todos os outdoors e propagandas de TV, e ainda não percebem que isso também é uma forma de racismo.
Já ouvi inúmeras vezes comentários como "Precisa de um pouco de sol, hein parmalat?".
Mas aí é que eu fico mais orgulhoso em ser branco, e principalmente em não partilhar dessa ignorância que é ficar torrando no sol de meio dia para ficar com a pele mais escura e envelhecida.
Os que nascem com a pele morena e estão felizes assim, ótimo! Mas não vejo sentido em torrar no sol para mudar de cor. Prefiro ser da minha cor natural e ter a pele saudável livre de raios UV.

Fica aqui a minha crítica a esses costumes esquisitos da sociedade moderna.

_________________
Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título:
MensagemEnviado: Seg Fev 18, 2008 4:07 pm 
Avatar do usuário

Registrado em: Sex Dez 07, 2007 3:06 pm
Mensagens: 30706
Deviam inventar um produto que ingeríssemos e ele se depositasse na pele, funcionando como um filtro solar permanente.

Os negros, os bem escurões, tem um filtro solar natural fator 5 ou 15, não lembro qual.

O branquelos tão ferrados se tomar sol. :cry:


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título:
MensagemEnviado: Sáb Fev 23, 2008 11:40 am 
Avatar do usuário

Registrado em: Seg Jun 18, 2007 9:57 pm
Mensagens: 1599
Localização: Em frente ao Computador
Eu também evito o sol ao maximo, tenho usado filtro solar todo dia, e já estou colhendo os frutos (como disse um colega em outro post), estou com 30, mas se não fosse as entradas e o cabelo ralo, pela minha aparência, ninguem me daria mais do que 25

_________________
"Muitas vezes as pessoas não querem ouvir a verdade porque não querem ver suas ilusões destruídas."
- Nietzsche -

Tratamento atual:
Polaris NR7
Genhair finasterida 0,25%
Shampoo Ceto - babosa - gel de babosa
Polivitaminicos


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título:
MensagemEnviado: Qui Fev 28, 2008 1:55 am 

Registrado em: Sex Nov 23, 2007 5:25 pm
Mensagens: 181
Nada melhor que um bom bronzeada. Praia é que há...

É só ter bom senso e usar com moderação :)

Minha ultima queimadura solar deve ter uns 15 anos...naquela época não se falava em filtro.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar um novo tópicoResponder Página 1 de 1   [ 4 mensagens ]


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Procurar por:
Ir para:  


Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
twilightBB Style by Daniel St. Jules of Gamexe.net

Traduzido por: Suporte phpBB. Modificado por: Gustavo Montes - Programador Freelancer phpBB.